28 fevereiro 2020

O Caminho Velho da Estrada Real – De Prados a Cruzília


Em sequência ao nosso projeto  As Expedições em Família pela Estrada Real, vamos compartilhar as nossas aventuras pelo trecho Prados a Cruzília. Nossa última parada havia sido a cidade de Lagoa Dourada e se você fizer a sua Trip pela Estrada Real de Carro, você pode reservá-lo aqui com os melhores preços!


O Caminho Velho da Estrada Real – De Prados a Cruzília


A expedição em Prados

Prados é uma cidadezinha pacata e conhecida pelo seu Carnaval por meio dos blocos Gato Preto e UCA, e pelo seu belíssimo artesanato que pode ser encontrado em diversos locais turísticos do país, como em Morretes no Paraná, e Penedo no Rio de Janeiro. E você pode ler tudo sobre Prados e seu famoso distrito Bichinho em nosso blog. Lá carimbamos o nosso passaporte da Estrada Real na Loja ArtFer Artesanato, situada à Rua Antônio Cardoso Vale.

A expedição em Tiradentes

Tiradentes é mais uma daquelas cidadezinhas mineiras lindas, charmosas e cenográficas. É um destino que nós do Expedições em Família sempre vamos, sobretudo quando fazemos aquelas viagens “casadas” quando incluímos no roteiro as cidades próximas. Lá nosso passaporte foi carimbado na Pousada do Largo, situado bem na pracinha central, o Largo das Forras.


Ruas de Tiradentes


O que fazer em Tiradentes

Em Tiradentes há muitas opções de passeio. A começar por caminhar pelas vias setecentistas, algumas com vista para Serra São José, e apreciar todo aquele casario lindo e os chafarizes. Mas não esqueça de usar calçados confortáveis e levar  uma garrafinha de água, caminhas pelas ruas de pedrinhas cansam bastante.


Uma visita às lindas igrejas, como à Igreja Matriz de Santo Antônio, e compras nas lojinhas de souvenires também estão no roteiro de passeios. Há também passeios de charrete. Você ainda pode fazer fotografias com roupas típicas do século XIX ao contratar os serviços das empresas de fotografia.


O passeio de trem entre Tiradentes a São João Del Rei é uma incrível volta aos trilhos do passado e imperdível. Também são atrações de interesse turístico o Museu de Sant’Ana , Museu Padre Toledo, Museu da Liturgia, o Museu do Mato, o Atelier do Arquiteto Sérgio Ramos, Anos 80 Museu da Nostalgia, dentre outros.

Onde comer em Tiradentes

Tiradentes é um dos redutos da gastronomia mineira pela diversidade de restaurantes e por abrigar o Festival da Cultura e Gastronomia que ocorre anualmente em agosto. Entre tantas opções, preferimos sempre os restaurantes “self service” como o Restaurante Divino Sabor, Restaurante Plataforma do Sabor, o Belloni e Barouk Gourmet.

Onde dormir em Tiradentes

A Pousada do Largo, onde carimbamos o nosso passaporte é uma das opções de hospedagem. Porém, disponibilizamos no nosso Instagram uma lista de opções de hospedagens em Tiradentes e região, após uma pesquisa pelo Booking, com nota mínima 8 da avaliação dos usuários. Segue abaixo.

E você pode fazer a sua reserva aqui. Faça uma busca de hospedagem com o melhor preço aqui


A expedição em São João Del Rei


São João Del Rei, “a terra onde os sinos falam”, é outra cidade que nos encanta. Ao longo dos séculos, os sinos das igrejas eram utilizados para se comunicar com a população, seja para avisar o início de uma missa, seja para avisar sobre uma festa ou falecimento de alguém. Para cada tipo de aviso/mensagem, era utilizado um tipo de sino e timbre diferenciado. 
Atualmente, mesmo com o advento da tecnologia e os mais diversos e rápidos meios de comunicação, a tradição de transmitir mensagens por meio dos símbolos foi mantida. Inclusive,  é o município mineiro que mais concentrar sinos ainda em atividade.
Por isso é a "cidade onde os sinos falam" e essa tradição do Toque dos Sinos em Minas Gerais se tornou patrimônio imaterial protegido.
No passado já cogitamos a possibilidade de morarmos lá. A beleza de seu conjunto arquitetônico, a imponência de seus templos, o badalar dos sinos, os monumentos e toda a sua riqueza cultural e histórica nos fascina. Terra natal de personalidades como Tancredo Neves, e um dos palcos da sangrenta Guerra dos Emboabas, entre 1707 e 1709, São João Del Rei teve seu processo de desenvolvimento a partir da descoberta do ouro nas Minas no início do  século XVIII e, não à toa, está na rota da Estrada Real. 


Outra curiosidade, é que a fazenda onde nasceu Tiradentes fazia antes parte do território de são João Del Rei, Com o desmembramentos da localidade em  1962, a propriedade passou a pertencer a Ritápolis. Em nosso post exclusivo sobre São João Del Rei, mostraremos mais sobre isso a vocês.
 Lá nosso passaporte foi carimbado no Villa Magnolia Pousada.


O que fazer em São João Del Rei


O conjunto de casario, cemitérios, pontes e os magníficos templos que adornam as vias de pedrinhas nos encantam e são uma ótima opção de passeio. Uma caminhada pela Rua das Casas Tortas, a Ponte do Rosário, e uma visita às imponentes Igrejas de Nossa Senhora do Carmo e de São Francisco de são boas indicações. Mais uma vez lembramos da necessidade de usar calçados confortáveis e levar sempre uma garrafinha de água ao fazer essas caminhadas de apreciação.

Igreja de São Francisco de Assis
Igreja de São Francisco de Assis

Entre as muitas outras opções destacamos o passeio de trem entre São João Del Rei e Tiradentes, o Museu Ferroviário (onde inclusive fizemos um trabalho bem bacana de inventário do acervo há uns anos atrás), Memorial Tancredo Neves, Museu Regional de São João Del Rei, Museu de Arte Sacra, Museu da FEB, Memorial Cardeal Dom Lucas Moreira Neves. E você também pode fazer fotografias com roupas típicas do século XIX ao contratar os serviços das empresas de fotografia.

Onde comer em São João Del Rei

Procuramos sempre as opções self-service como Restaurante Chafariz, Trilhos de Minas. No Shopping Hills também tem boas e variedades opções.

Onde dormir em São João Del Rei 

Nessa cidade já nos hospedamos no Hotel Chafariz, na Pousada Casarão, que fica no centro. O Hotel Chafariz também é uma boa opção com relação à localização, a partir de lá tem-se rápido e fácil deslocamento para as cidades de São Thiago, Prados, Resende Costa, Coronel Xavier Chaves.
O Villa Magnolia Pousada é também uma boa opção e fica próxima à Pousada Casarão. Mas você pode encontrar diversas outras opções de hospedagens na cidade com o melhor preço aqui. Você pode fazer a sua reserva em nosso link parceiro.

A expedição em Carrancas

E enfim adentramos as sendas do sul de Minas. Seguindo pelo mapa da Estrada Real, a estrada que leva de São João Del Rei até Carrancas é de terra. Contudo, nós fomos pela estrada de asfalto mesmo, levando em conta o período chuvoso e o nosso carrinho que é de passeio. As chuvas pioraram o estado de conservação dessas estradas e por isso o mais sábio era ir pelo asfalto. A paisagem por essa estrada, aliás, é muito linda e, até aquele momento, o céu estava azul com poucas nuvens.

Carrancas é um município também pacato, terra das serras e das cachoeiras. É um refúgio em meio à sua bela natureza e cachoeiras convidativas a um banho. Das duas vezes que estivemos na localidade, estivemos apenas para passar um tempo e dessa última vez, pegamos o carimbo do no nosso passaporte.

O que fazer em Carrancas


Nesse refúgio você pode passear pelas ruas e apreciar o casario antigo e a linda Igreja Matriz da Nossa Senhora da Conceição das Carrancas que foi edificada com blocos de quartzitos no século XVIII. Subir até as serras para apreciar belas vistas também são atrativos incríveis por lá;
Na pracinha central onde fica a igreja, está também o Coreto, onde funciona o Centro de Atendimento ao Turista, e lá o seu passaporte também pode ser carimbado entre quarta feira a domingo, apenas.
Ainda nessa mesma pracinha, além de um descanso nesse recanto bucólico, para quem faz a expedição pela Estrada Real com crianças, tem como opção um parquinho bem estruturado para brincar.
Igreja Matriz de Carrancas


No Carrancas Adventure você também encontra opções de passeios ecológicos, de aventura e radicais na cidade. Foi lá que carimbamos o nosso passaporte. Ele está situado à Rua Coronel Rosendo, 65, centro.
Carrancas Adventure

   
Não estivemos nas cachoeiras, mas para quem vai com tempo, terá muitas opções como as cacheiras dos Complexos da Fumaça, da Vargem Grande, do Grão Mogol, da Zilda, do Tira Prosa, da Toca, da Ponte, dentre outras. O Turismo Rural também está em alta e é um prato de cheio d conhecimentos para quem vai à cidade com mais tempo. Há hotéis fazenda onde o visitante pode experimentar um verdadeiro turismo imersivo na vida rural mineira.


Onde comer em Carrancas

Hotel e Restaurante Roda Viva. À Rua Padre Toledo Tagues, 221, Centro. Lá você também pode carimbar seu passaporte.

Onde dormir em Carrancas

Hotel e Restaurante Roda Viva e você pode fazer a sua reserva pelo Booking. Há também outras opções inclusive, hotéis fazendas, e você pode fazer uma busca pela melhor hospedagem com o melhor preço aqui.


A expedição em São Vicente de Minas

Nesse município apenas passamos, a caminho de Paraty e no retorno. É uma cidadezinha bem pacata que tem tradição na produção de queijos finos, por isso foi incluída no Circuito dos Queijos Finos.


A fábrica Polenghi está lá também. Paramos em São Vicente de Minas para fazer algumas fotos e lanchar em uma charmosa e convidativa cafeteria que fica exatamente no Caminho da Estrada Real, sem desvios.

O que fazer em São Vicente de Minas

A antiga Estação Ferroviária hoje é a Estação das Artes, Artesanato e Antiguidades. Além dela e dos queijos, descobrimos que os outros pontos de interesses turísticos são as festas populares como o carnaval, as religiosas como a de Nossa Senhora do Rosário. Uma curiosidade que descobrimos foi que o atual município de Carrancas já foi distrito de São Vicente de Minas.

Recomendamos que você dê uma paradinha nesse município, que nem se encontra no mapa do Instituto Estrada Real. Vale a pena passar um tempinho lá pra conhecer e experimentar os queijos, comer um pão de queijo e tomar o delicioso cafezinho mineiro.


Onde comer em São Vicente de Minas

Passamos um tempinho e lanchamos na Casa de Queijos e Cafeteria
Lanche na Casa de Queijos e Cafeteria

Onde Dormir em São Vicente de Minas.

Não dormimos na cidade, mas você pode fazer a sua busca pela melhor hospedagem aqui.


A expedição em Cruzília

Nossa expedição em Cruzília foi bem rapidinha. Chegamos com o dia já escurecendo devido à tempestade que se aproximava. Fazer uma expedição no verão está sujeito a tudo isso, inclusive ao céu desabar quando você chegar ao centro da cidade.
Pórtico de entrada da cidade
Pórtico de entrada da cidade

  Lá pegamos apenas o nosso carimbo do passaporte, algumas informações básicas para compartilhar com vocês, tiramos algumas fotos e seguimos pelo Caminho Velho da Estrada Real para chegar a Baependi.


O que fazer em Cruzília

Cruzília é considerada a cidade berço do Cavalo Mangalarga e Mangalarga Marchador e você pode fazer uma visita ao Museu Nacional do Mangalarga Marchador. Além de ser uma ótima opção de entretenimento, lá você também pode carimbar o seu passaporte da Estrada Real.

No município você também pode experimentar deliciosos queijos finos, produzidos lá mesmo. Um bom local para isso é o Empório Fábrica dos Queijos, que fica na entrada da cidade.

A apreciação da Igreja Matriz de São Sebastião e dos poucos exemplares de casario que remetem à arquitetura dos séculos passados e o Mirante da Santa Cruz, de onde se avista um belo cenário, são outras opções de interesse turístico.

O turismo rural é um ponto de destaque na cidade, um passeio pelas propriedades rurais centenárias, o contato direto com a natureza e uma tranquilidade muito concorrida por muitos que visitam a cidade. Algumas dessas propriedades são hotéis fazendas e recebem muitos turistas em busca de um refúgio e paz.

Onde comer em Cruzília

Como mencionamos, não ficamos na cidade, apenas passamos para pegar o carimbo, mas o Restaurante e Pizzaria Lelinhos é uma opção de onde comer.

Onde dormir em Cruzília

A opção para dormir na cidade é a própria pousada onde pegamos o carimbo do passaporte, Pousada Cruzília, situada à Coronel Serafim Pereira, 16, centro. Fica acima do Restaurante Lelinhos e você pode fazer a sua reserva no Booking.
Mas como já mencionamos, na região rural há várias outras opções. Então faça a sua busca pela melhor hospedagem com o melhor preço aqui.

E você já conhecia alguma dessas cidades? Qual ainda não conhece e qual gostaria de conhecer?
Compartilha aí com a gente nos comentários!
Até a próxima expedição!


  1. Amei o post pois estarei fazendo esse trajeto. Anotei todas as dicas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Anna! Que bom que gostou e que lhe vai ser útil! Obrigada pela visita!

      Excluir
  2. Excelente! 👏👏
    Ótimos passeios e dicas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gizele querida! Fico feliz que tenha gostado de nossas dicas! Obrigada pela visita!

      Excluir
  3. Estou amando ver todos esses destinos que não são muito divulgados nos blogs! Ainda não consegui conhecer nenhuma dessas cidades, mas confesso que já estou morrendo de vontade! ✈️

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OlÁ Carolina! Tudo bem? Nós também estamos apaixonados por esses destinos! Ficamos felizes em saber que você está gostando! Agradecemos por nos acompanhar!

      Excluir
  4. Gostei demais da expedição! Carancas, Cruzilia e São Vicente de Minas agora entraram na lista!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dedonomapa! nós ficamos apaixonados. E teremos que voltar pra ficar mais tempo em Cruzília e São Vicente pra fazer o turismo rural! Comprar queijos em São Vicente e Cruzília também! Obrigada pela visita!

      Excluir
  5. Contandoporondepassei4 de março de 2020 19:05

    Me diz uma coisa, quanto tempo para fazer o caminho inteiro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Contandoporondepassei! Então, essa é uma pergunta difícil de responder! Pois depende muito do tempo que você decide ficar em cada cidade! Se você fizer o carinho direto, sem parar, o Instituto da Estrada Real mensura, apenas para o caminho velho (710 km de viagem), 15 dias de bicicleta, 48 dias a pé, 8 dias de carro, 24 dias a cavalo. E ainda tem o Caminho do Sabarabuçu (o mais curto), o Caminho dos Diamantes e o Caminho Novo. Temos mais detalhes sobre isso no nosso post sobre o nosso projeto https://www.expedicoesemfamilia.com.br/2019/11/as-expedicoes-em-familia-pela-estrada.html . Obrigada pela visita ao nosso blog!

      Excluir
  6. Bahhh!!! Aqui encontrei tantas informações das cidades do Caminho Velho da Estrada Real. Desde Prados, passando por Tiradentes, São João Del Rei, São Vicente de Minas, até Cruzília. Pesquisa certa quando fizer o percurso por aí!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OlÁ! Tamara, tudo bem? Que bom que gostou do texto e que lhe será útil! Isso muito nos alegra! Agradecemos a visita ao blog!

      Excluir
  7. Eu não fazia ideia que havia tanta coisa para se fazer nessas cidades mineiras. Achei super interessante o passeio de trem. Fiquei de olho nos queijos. Já traria um monte para casa. Temos um colega que tem família em Minas, sempre que vai pedidos que traga queijo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Natália! Tudo bem? Sim, há tanta coisa bacana pra se fazer nessas cidades pacatas! E os queijos são deliciosos mesmo! Obrigada pela visita!

      Excluir
  8. Eu adoro o charme dessas cidadezinhas mineiras! São tão lindas!

    ResponderExcluir
  9. Que viagem gostosa deve ser fazer esse trajeto! Minas Gerais é um estado muito rico em história e gastronomia também, né? E essas cidades da Estrada Real ilustram muito bem isso. Adorei o post! ;)

    ResponderExcluir

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search