15 abril 2020

O que fazer em São Miguel das Missões

Pórtico de entrada de São Miguel das Missões


Conheça todos os atrativos de São Miguel das Missões no Rio Grande do Sul.


O que fazer em São Miguel das Missões

Antes de saber o que fazer em São Miguel das Missões, consulte o nosso post para saber como chegar à cidade, em que época ir, onde comer e onde dormir por lá.


O que fazer em São Miguel das Missões

Há quem acredite que a única atração do município sejam apenas as Ruínas de São Miguel! Negativo, não é não! Elas podem ser as maiores atrações, mas há outras opções de interesse turístico. Veja, a seguir, os nossos destaques por lá!


Pórtico de São Miguel das Missões – RS.

Cheio de simbolismos!
Esse monumento, situado na RS-536 a 16 km da sede do município, rende honras aos Missioneiros que contribuíram para o processo de colonização regional. Nele, estão inseridas esculturas que representam São Miguel Arcanjo, o Padre Jesuíta Cristóvão de Mendonza e Sepé Tiarajú, além de homens, mulheres e crianças da Nação Guarani.

Pórtico de entrada da cidade de São Miguel das Missões


Segundo as fontes, a frase dita por Sepé Tiarajú durante a Guerra foi “CO YVY OGUERECO YARA” que significa “Esta terra tem dono”. Essa frase em guarani está escrita no Pórtico de entrada da cidade.


Pórtico de entrada da cidade de São Miguel das Missões


Nas colunas do monumento se encontram esculturas, em alto relevo, representativas do cotidiano indígena naquela Redução jesuítica no século XVIII, a religiosidade e acontecimentos históricos como o Tratado de Madrid.

Pórtico de entrada da cidade de São Miguel das Missões

Além de ir até lá para ler e conhecer toda a história ali monumentalizada, é um ótimo monumento para se fazer fotos.


Sítio Arqueológico de São Miguel Arcanjo

O Sítio Arqueológico de São Miguel Arcanjo compreende diferentes elementos e espaços remanescentes da presença jesuítica e guaranítica na localidade. Entres esses resquícios estão as ruínas da Igreja de São Miguel, campanário e sacristia, fundações e base do casario indígena, além de artefatos ritualísticos da fé católica.


Expedições em Família no Sítio arqueológico de São Miguel das Missões

Em 1938 todo esse conjunto foi tombado como Patrimônio Nacional. No ano de 1983 o Sítio foi declarado, juntamente com as Missões Argentinas, como Patrimônio Cultural Mundial pela Unesco.
No complexo do Sítio Arqueológico de São Miguel há como atrativos:


Ruínas da Igreja de São Miguel Arcanjo das Missões


Entradas para o Sítio Arqueológico de São Miguel Arcanjo
Entradas para o Sítio Arqueológico de São Miguel Arcanjo

Vestígios de todas as edificações que compreendiam a Redução de São Miguel Arcanjo como:
Casa das Mulheres ou Cotyguazú, Hospital, Asilo
Casas dos indígenas
Casa dos Padres
Tambo - local onde se hospedavam de viajantes
Cruz Missioneira

cruz missioneira em São Miguel das Missões
Cruz Missioneira em São Miguel das Missões


Museu das Missões Jesuíticas - projetado por Lúcio Costa e criado no ano de 1940. Seu acervo é composto de peças, artefatos e demais vestígios da presença missioneira na região.


Acervo externo do Museu das Missões Jesuíticas
Acervo externo do Museu das Missões Jesuíticas


Acervo interno do Museu das Missões Jesuíticas
Acervo interno do Museu das Missões Jesuíticas


Sino – integrava a torre da Igreja de São Miguel Arcanjo, antes da destruição.


Sino nas dependências do Museu
Sino nas dependências do Museu

Para saber com mais detalhes sobre o Sítio Arqueológico, ingressos e funcionamento, acesse o nosso post O Sítio Arqueológico de São Miguel das Missões


Espetáculo de Som e Luz

O espetáculo acontece pela noite dentro do Sítio Arqueológico e tem como personagens visíveis as ruínas e árvores que são evidenciadas pelas luzes em diferentes cores, em uma composição dinâmica e atraente. Trata-se de uma narrativa que representa as missões jesuíticas guaranis na região, e a guerra entre europeus e indígenas.

Espetáculo de Som e Luz em São Miguel das Missões
Espetáculo de Som e Luz em São Miguel das Missões

Para saber sobre o Espetáculo de Som e Luz, ingressos, funcionamento, e ver um trechinho do show, acesse o nosso post. Veja um trechinho do espetáculo em nosso Canal do Youtube . Ah! Ainda não é inscrito?! Aproveite e se inscreva em nosso Canal!


Manancial Missioneiro

É o que os moradores da cidade chamam de Ponto de Memória Missioneira. Trata-se de um local onde há um acervo de diversos objetos que remetem à história da região das Missões.
A coleção conta com mais de 300 artefatos, todas doados pela população local. Sendo parte deles produzidos pela própria comunidade missioneira.


Entrada do Manancial Missioneiro

A outra parte é constituída de vestígios arquitetônicos atribuídos ao período dos Sete Povos das Missões Orientais, entre séculos XVII e XVIII, artefatos e ferramentas dos indígenas e também dos imigrantes que ocuparam o território entre os séculos XIX e XX.




Fomos recebidos lá pelo próprio idealizador e gestor do Manancial Missioneiro, Valter Braga, que nos explicou sobre o acervo. Valter é de origem Guarani, e pesquisador da história local.  A entrada é gratuita. Endereço: Rua Arnaldo Daher Boays, 514. Centro.

Valter Braga, idealizador e gestor do Manancial Missioneiro

Conhecer os índios Guaranis

Na região há uma pequena população indígena. Alguns residem em aldeias mais isoladas, como é o caso da Aldeia Tekoa Koenju, que ainda preserva as tradições, cultura, música, dialeto. 


indígenas no Sítio Arqueológico vendendo o artesanato
Indígenas dentro do Sítio Arqueológico de São Miguel das Missões

Já outras residem em uma edificação que integra o Sítio Arqueológico, bem nos fundos, mais afastado, das ruínas. Passamos por lá, conversamos um pouco com eles e fizemos fotos. As aldeias aceitam doação e você pode também adquirir o artesanato feito por eles.


Artesanato indígena

Durante o dia, as mulheres indígenas produzem e vendem, dentro do Sítio Arqueológico, pelo lado de fora do Museu das Missões, o seu artesanato. Quando chega o entardecer, todas elas atravessam as ruínas e vão se recolher na edificação nos fundos do Sítio.


Artesanato indígena

Artesanato indígena


Lojas de artesanato típico da região

No entorno imediato do Sítio arqueológico há também algumas lojas de artesanato local.

Artesanato das Missões



Fonte Missioneira

Essa fonte foi descoberta em 1982 e restaurada um ano depois. Está situada em um terreno que integra o Sítio Arqueológico, a cerca de 1 km das Ruínas. De acordo com os moradores locais, ela era uma das sete fontes que abasteciam a redução. Ela é resguardada pelo IPHAN e o acesso é gratuito.  Horário de visitação: 9h às 20h (Horário de verão); 9h às 18h (demais épocas).



Benzedeiras

Nos últimos anos esse tem sido um tipo de turismo bem procurado na região, por quem tem as suas crenças. Pessoas de todos os cantos buscam as benzedeiras locais para serem benzidas. Fomos então conhecer uma delas, a dona Alzira, uma senhora que se mostrou muito simpática e receptiva. Por lá, papeamos com ela e ouvimos as suas histórias de família e seu ofício de benzer. Acesso gratuito.



Borraio Minhas Origens - Turismo Rural

Trata-se da coleção da família Guasso, de vestígios do cotidiano na roça, e de outros artefatos utilizados em tempos de outrora. A esse acervo, aberto ao público desde 2017, eles deram o nome de Museu do Colono – Borraio Minhas Origens.

Entrada do Borraio - Minhas Origens

A palavra Borraio significa “fogo no chão”. A família acendeu esse fogo no chão em 2017 e ele nunca foi apagado, porque diariamente é abastecido com lenha. É um fogo que nunca se apaga.

 
Parte do acervo do Borraio - Minhas Origens


Ao redor dele ocorrem várias atrações como roda de viola, bate papo, as pessoas se reúnem para tomar chimarrão, dentre outros.


Borraio - fogo no chão

Está situado na Comunidade Mato Grande, a 10 quilômetros do Sítio Arqueológico, região rural do município. Está aberto diariamente. A entrada é gratuita, mas é necessário agendar a visita.

Enfim, São Miguel das Missões é um destino lindo e rico de cultura e história. Um espaço que o brasileiro precisa conhecer. Conhecer a sua história, as suas raízes.

E você já conhece a cidade? Já visitou as belíssimas ruínas?!

Brasileiro, venha conhecer o nosso Brasil, temos tantas riquezas históricas e culturais desconhecidas.
O que você mais gostaria de conhecer por lá?
Diga pra gente aí nos comentários! Vamos adorar saber!
Até a próxima Expedição em Família!

Este post faz parte da Blogagem Coletiva com o tema "O que fazer em..."
Confira abaixo os posts dos amigos blogueiros participantes:


Entre Mochilas e Malinhas -
 O que fazer em Santo Antônio do Pinhal, na Serra da Mantiqueira
3 Gerações e 1 Mala - O que fazer em Pádua - Roteiro de 1 dia
Mystras - O que fazer em São Nicolau
6 Viajantes - O que fazer no deserto do Atacama com criança
Destinos por onde andei... - O que fazer em Niterói em um fim de semana
Leyds Viaja - O que fazer em quatro dias no Jalapão: fervedouros, cachoeiras, dunas e muito mais
Cinco Cantos - O que fazer em Valleta, Malta
Só Penso em Viajar -   O que fazer em Budapeste – Hungria 
Disney e outros Destinos Incríveis - O que fazer em Orlando fora dos parques e outlets




  1. Adorei aprender lendo essa postagem, não sabia que esse local era tão interessante assim. Além de ser rico em beleza. é rico em história. Fiquei com vontade de conhecer essa parte do Brasil. Lindo post

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Angela, tudo bem? Nós amamos a região, vale muito a pena! Obrigada pela visita!

      Excluir
  2. Tive a chance de conhecer as ruínas jesuíticas de San Ignácio, na Argentina, e fiquei morrendo de vontade de conhecer a Rota das Missões aqui no Brasil! Conhecer a nossa história é fundamental para entendermos o presente, e viagens a lugares históricos como São Miguel das Missões são sempre uma aula - eu particularmente adoro. Ótimo post e com certeza vai me ajudar a montar um roteiro bacana quando pudermos viajar novamente!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cíntia! Tudo bem? É uma região encantadora, também quero conhecer as missões internacionais! Obrigada pela visita!

      Excluir
  3. Adorei o post, São Miguel está na minha lista a tempos, é engraçado que por ser no estado que eu moro sempre acho que vai dar para encaixar em um feriado, mas sempre acabo postergando, agora me motivei a ir lá quando tudo isso passar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Andrea, que bom que gostou do post, ficamos felizes em saber! Obrigada pela visita!

      Excluir
  4. Não imagina a quantidade de lugares interessantes nessa região, esse post é utilidade pública! Muito obrigada por compartilhar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ingrid, que bom que gostou da região ao ler o texto, é surpreendente! Obrigada pela visita!

      Excluir
  5. Que legal! Fui pra lá mês passado! Que coincidência! Achei o post super completo!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Ameiiii, ja quero ir! Vou ter que passar um mês no RS pq quero ver tudo, a lista só aumenta...

    ResponderExcluir
  7. "Essa terra tem dono" - frase atribuída a Sepé Tiaraju- está escrita em guarani no pórtico de entrada de São Miguel das Missões, e aí já começa a magia. Tantas surpresas ao visitar e viajar o mundo missioneiro, presente na atmosfera, em cada canto da cidade. É experiência única, imperdível!! Excelente blog e informações!!

    ResponderExcluir
  8. Daniela Schneider21 de abril de 2020 14:35

    Eu amei saber sobre esse lugar incrível e riquíssimo em história. Eu amo destinos assim! Parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
  9. Que interessante é São Miguel das Missões, não tinha muitas informações a respeito deste lugar, mas fiquei fascinada com sua história e preservação.
    Está aí um local que todo brasileiro deveria conhecer, dica anotada aqui para uma oportunidade. Grande beijo.

    ResponderExcluir
  10. Ainda não conheço a Rota Turística das Missões Jesuíticas, mas adorei as dicas sobre São Miguel das Missões.. com certeza é um destino que vou incluir nas próximas viagens. Qual o aeroporto mais próximo?

    ResponderExcluir
  11. Esse é um destino que estou querendo fazer faz um tempão, adorei saber mais aqui no seu post. Parabéns!

    ResponderExcluir
  12. Ola, adorei este passeio por Sao Miguel das Missoes. Nao fazia ideia que existia um sitio arqueológico como este no sul do Brasil. Muito bacana

    ResponderExcluir
  13. Bom dia. Alguém sabe se o Prq está aberto a visita e se está tendo Show de Luzes?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Tanto o sítio como o espetáculo estão com as atividades suspensas, devido a pandemia.

      Excluir
  14. Boa noite,estou interessado em visitar os sítios arqueológicos jesuiticos, já no início de Setembro. Sabes dizer se os museus e o espetáculo noturno estão abertos a visitação?

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Olá! De acordo com o Iphan, "O Sítio Histórico de São Miguel Arcanjo encontra-se aberto, mediante visitação por agendamento. O acesso é controlado de acordo com a capacidade permitida pelos decretos vigentes, tanto do Governo do Estado do Rio Grande do Sul quanto do município de São Miguel das Missões, bem como pelo atendimento aos protocolos sanitários vigentes.

      O horário de acesso ao Sítio Histórico de São Miguel Arcanjo é: 09h00 às 12h00 e 14h00 às 18h00 e o agendamento deve ser feito com a Secretaria de Turismo, Desenvolvimento e Cultura de São Miguel das Missões, nos contatos (55) 3381.1294/(55) 3381.1299/(55) 98403.9523 (whatsapp) ou atendimentosaomiguel@hotmail.com. Ingressos à venda somente na bilheteria do Sítio. Inteira R$ 14,00; meia entrada R$ 7,00.

      Importante informar que às segundas-feiras pela manhã o referido Sítio é fechado para manutenção.

      Os Sítios Históricos de São João Batista e São Lourenço Mártir estão temporariamente fechados.

      O Sítio Histórico de São Nicolau tem seu acesso livre, a qualquer dia e horário.

      Parque Histórico Nacional das Missões
      CEP: 98865-000 - São Miguel das Missões/RS
      Tel.: (55) 3381.1399
      E-mail: parque.missoes@iphan.gov.br "

      Excluir
  15. Que completo esse roteiro do que fazer em São Miguel das Missões, Achei curioso o interesse pelas benzedeiras, ainda não tinha visto essa "prestação de serviço" em um roteiro turístico. Adoraria conhecer esse lugar histórico.

    ResponderExcluir
  16. Menina, eu queria tanto ter ido a São Miguel das Missões em uma viagem que fiz pelo Sul, mas acabou não dando certo. Vou ter que voltar, pq tenho muita vontade de conhecer! Adorei seu texto e as fotos estão lindas. Abraço!

    ResponderExcluir
  17. Ainda vou realizar meu sonho em conhecer essa terra linda, amo essa tradição desde que eu me conheço por gente, gratidão por dividir sua experiência!!!!!

    ResponderExcluir
  18. Pesquisando informações sobre o que fazer em São Miguel das Missões encontrei seu blog. Muitas dicas completas. Adorei! Minha viagem será muito melhor com tudo que aprendi aqui. Muito Obrigada

    ResponderExcluir
  19. Adorei suas dicas de São Miguel das Missões! Quero conhecer um dia. Me lembrou muito das missões que conheci no Paraguai, em Trinidad.

    ResponderExcluir
  20. Adorei essas dicas do que fazer em São Miguel das Missões. Acha que vale a pena um bate e volta ou dormir na região?

    ResponderExcluir
  21. O Rio Grande do Sul é um estado lindo, ainda não conheço, mas quero muito programar uma viagem pra lá. Agora que vi o que fazer em São Miguel das Missões vou incluir a cidade no meu roteiro.

    ResponderExcluir
  22. Muito legal sua postagem sobre São Miguel das Missões porque mostra não apenas o que fazer na região, e o que se pode usufruir por lá, mas também a triste história do lugar que não pode ser esquecida.

    ResponderExcluir

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search