21 abril 2020

Congonhas - Bate e Volta a partir de Belo Horizonte

Santuário do Bom Jesus do Matosinhos, Congonhas - Estrada Real

Conheça agora o que fazer em Congonhas em um bate volta a partir de Belo Horizonte.



Congonhas - Bate e Volta a partir de Belo Horizonte 




Congonhas é mais uma cidadezinha mineira linda que fica no Caminho Velho da Estrada Real. Aliás, essa Rota tem muitas cidades lindas, com tanta riqueza histórica, cultural e de natureza que você pode conhecer em nossos posts especiais do nosso projeto As Expedições em Família pela Estrada Real.
Ela está tão pertinho da capital que dá pra fazer aquele famoso Bate e Volta, passar um dia inteiro ou parte do dia.

Um pouco de história

Profetas feitos por Aleijadinho - Santuário Bom Jesus do Matosinhos

As terras atualmente ocupadas pelo município de Congonhas faziam parte da região do aldeamento indígena Campo Alegre dos Carijós, situado na Vila Real de Queluz, hoje Conselheiro Lafaiete. Segundo consta, a origem da sua inicial toponímia, Congonhas do Campo, advém de um arbusto (chá) abundante na região. E foi em 1948, após um plebiscito,  que a cidade passou a ser chamada apenas Congonhas.
A história dessa cidade não se difere de tantos outros municípios mineiros colonizados a partir do século XVII. Sua origem está ligada à busca e exploração de metais preciosos nas Minas Gerais. A atual cidade está nessa região, na rota dos metais, na Estrada Real. Os primeiros habitantes da localidade teriam sido os portugueses que, pelos idos de 1691 a 1700, povoaram a Vila Real de Queluz e prosseguiram com a bandeira de Bartolomeu Bueno para desbravar e explorar as demais regiões auríferas do Paraopeba. O povoamento foi então se desenvolvendo às margens do rio Maranhão e se expandiu com a chegada de novos aventureiros em busca de ouro.
No ano de 1734 a Freguesia de Nossa Senhora da Conceição de Congonhas foi criada e o povoamento foi sendo organizado à direita do Rio Maranhão, onde foram erigidas as ermidas. Somente após a edificação do Santuário de Bom Jesus de Matosinhos, em 1757, é que a ocupação da margem esquerda do Rio Maranhão foi ampliada, ocasionando a expansão da freguesia.


Como chegar em Congonhas

Ela fica a apenas 82,4km de distância de Belo Horizonte. E você pode fazer a locação de carro aqui com nosso parceiro Rentcars, com o melhor valor garantido. Confira o trajeto detalhado. 


O que fazer em Congonhas 

Em um bate e volta te indicamos ir primeiro, na maior atração da cidade, o Santuário e a Basílica do Senhor Bom Jesus de Matosinhos. Em 1985 Congonhas recebeu da Unesco o título de Monumento Cultural da Humanidade pela grande relevância de seu acervo histórico e artístico, estampado pelo Conjunto do Santuário.
O Santuário do Bom Jesus de Matosinhos está intimamente relacionado ao desenvolvimento da cidade de Congonhas. Entre os desbravadores que entraram nas terras da atual Congonhas, estava o minerador português Feliciano Mendes, que após vários anos de labor adoeceu gravemente, ficando impossibilitado de continuar na extração do ouro. Ele então prometeu ao Senhor Bom Jesus de Matosinhos que, caso sua saúde fosse restabelecida, se dedicaria, exclusivamente, ao seu serviço.
Ele foi curado e em fevereiro de 1757 começou a recolher esmolas e a se dedicar à construção do Santuário no alto do Monte Maranhão a partir de um pequeno oratório contendo a imagem de Jesus crucificado. Em poucos anos a nave maior da capela já se achava edificada no local da cruz primitiva ali colocada pelo próprio Feliciano e que se acha atualmente, no corredor do Santuário.

Santuário do Senhor Bom Jesus do Matosinhos
Santuário do Senhor Bom Jesus do Matosinhos


Quando Feliciano Mendes morreu, em 1765, as obras do Santuário estavam bem adiantadas. As obras tiveram diversos administradores ao longo da construção. Houve ainda a participação dos mais importantes artistas, arquitetos e entalhadores do Brasil no período colonial. Entre eles destacam-se Manuel da Costa Ataíde e Aleijadinho.
O projeto do Santuário incluía a construção de duas ordens de Passos do Senhor, os da Paixão e os da Ressurreição, na parte posterior. Aleijadinho iniciou seus trabalhos em 1796 com a execução das 66 estátuas de madeira em tamanho natural, representando as cenas finais da vida do Senhor.


Passos do Senhor - Santuário do Bom jesus do Matosinhos
Passos do Senhor - Santuário do Bom Jesus do Matosinhos


O Santuário é constituído pelo templo (cujo interior foi ornamentado com traços do rococó);  uma escadaria externa belamente adornada pelas esculturas dos Doze Profetas feitas em pedra sabão por Aleijadinho;  as 6 capelas (passos) que representam as Estações da Cruz e que abrigam esculturas policrômicas de Aleijadinho.
Endereço: Praça do Santuário, S/n - Centro.
Assim, visitar as Capelas dos Passos da Paixão de Cristo é um ótimo atrativo.


Passos do Senhor - Santuário do Bom jesus do Matozinhos
Passos do Senhor - Santuário do Bom Jesus do Matosinhos


Os trabalhos esculturais de Aleijadinho são belíssimas obras artísticas, com traços faciais comoventes e expressivos, bem típico da arte barroca. Devido a toda essa importância religiosa, a cidade faz parte também da Rota Caminho Religioso da Estrada Real. Apreciar as esculturas dos Profetas do Santuário de Bom Jesus do Matosinhos é outro excelente atrativo imperdível.


Profetas feitos por Aleijadinho - Santuário Bom Jesus do Matosinhos
Esculturas de Aleijadinho - Santuário do Bom Jesus de Matosinhos
Esculturas de Aleijadinho - Santuário do Bom Jesus de Matosinhos


Ali mesmo nessa região está o Centro de Atendimento ao Turista, onde você pode carimbar o passaporte da Estrada Real. Endereço: Praça do Santuário - Centro.


centro de atendimento ao Turista - Congonhas



Outra opção de atrativo é a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição. Esse templo é uma edificação do século XVIII, e apresenta belíssimos traços da arquitetura vigente na época no período colonial, bem como um interior decorativo impressionante. A finalização de suas obras se deu em 1735 e reza a história que ela foi construída à revelia da Coroa Portuguesa. 
Endereço: Praça Sete de Setembro, s/n.


Igreja Matriz Nossa Senhora Conceição Congonhas
Igreja Matriz de Nossa Senhora Conceição Congonhas


A Estação Ferroviária de Congonhas foi edificada pela Estrada de Ferro Central do Brasil e inaugurada em 14 de novembro de 1914 com o primeiro trecho da linha do Paraopeba seguindo apenas até João Ribeiro (atual Jeceaba).


Estação Ferroviária de Congonhas
Estação Ferroviária de Congonhas. Foto Camila Morais.


Seus traços arquitetônicos são típicos da arquitetura das estações ferroviárias erigidas no mesmo período, seguindo o padrão adotado pela E. F. Central do Brasil na segunda metade do século XIX de origem europeia para o Ramal do Paraopeba. Uma informação bacana é que as suas estruturas de construção, como o telhado e treliças, vieram da Inglaterra. vale uma visita pra fazer uma bela foto.
Endereço: Av. Nicolau Júnior, 1-125.

Lojinhas de artesanato mineiro, estão no entorno imediato do Santuário e bem próximo do Centro de Atendimento ao Turista há o comércio de artesanato local. Ali se pode encontrar diversas miniaturas das esculturas dos profetas em pedra sabão, bem como outros souvenires que remetem à imagem do templo, além de outros artesanatos tipicamente mineiros.



lojas de artesanato Santuário do Bom Jesus do Matozinhos
Lojas de artesanato - Santuário do Bom Jesus do Matosinhos


o várias lojinhas espalhadas por ali e o artesanato é variado e tipicamente mineiro, tratando-se, além das peças em pedra sabão, do artesanato em madeira, cerâmica e em tecido, de peças feitas em tear e bordados. Endereço: Praça do Santuário - Centro.


lojas de artesanato Santuário do Bom Jesus do Matozinhos
Lojas de artesanato - Santuário do Bom Jesus do Matosinhos


Ademais, entre os pontos de interesse turísticos que você pode vistar em um Bate e Volta estão o Museu de Congonhas, Museu da Imagem e Memória de Congonhas, Complexo da Romaria, Igreja Nossa Senhora do Rosário, Igreja de São José. Caso fique mais tempo, visite o Parque das Cachoeiras.


Secretaria do Jubileu do Bom Jesus do Matosinhos


Onde comer em Congonhas
Para comer indicamos a Padaria e Pizzaria Degust à Av. Júlia Kubitscheck, 441; Santíssimo Bistrô (próximo ao Santuário), Estância Real, Armazém Santa Rita, Casa da Ladeira, Parada de Minas (fica na BR040).


Onde dormir em Congonhas
Não nos hospedamos lá, pois sempre fazemos um Bate e Volta. Porém, caso queira posar, deixamos duas referências de hospedagem que achamos que valem a pena conferir: Circuito dos Inconfidentes e o Hotel H2. E você pode fazer a sua reserva aqui!

Booking.com




Clique no ícone para salvar esse e outros Pins
https://pin.it/2svCXGN



Até a próxima Expedição em Família!
  1. Que passeio legal! Tem até as obras de aleijadinho! Adorei a aula de história! Agora quero conhecer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI Cintia! Que bom que gostou! Sem dúvida é um passeio bem legal pra se fazer! Obrigada pela visita e volte sempre!

      Excluir
  2. Nossa muito legal esse passeio! Parabéns pelo artigo! Ótima dica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mairim, fico feliz em ler seu comentário. Obrigada pela visita e volte sempre!

      Excluir
  3. Por aqui "conheci" a cidade mineira de Congonhas, sua história, seu santuário, artesanato local, ..... E...por lá também podemos apreciar as expressivas e famosas obras da genialidade do Aleijadinho. Excelente blog!! Valeu muito conferir!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tamara! Fico muito feliz em ler as suas impressões. Congonhas é de fato uma cidade muito fofa, um museu a céu aberto que vale a pena fazer um bate volta! Obrigada pela visita e volte sempre!

      Excluir
  4. Ahh, já fiz esse bate e volta algumas vezes mas não sabia de todo esse contexto histórico. Vou ter que repetir e pegar um carimbo no meu Passaporte da Estrada Real! Agora quero muito esse passaporte kkk Adorando seguir as suas dicas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Angela! Tudo bem?! Que bacana! E que bom saber que nosso post pôde contribuir para seu conhecimentos! Obrigada pela visita!

      Excluir
  5. Que charmosa essa cidade! Adorei conhecer a historia de Congonhas pelo seu post! Quero visitar pessoalmente agora

    ResponderExcluir
  6. Adoraria fazer um bate e volta para Congonhas saindo daqui de Belo Horizonte. Este destino é um desejo meu deste criança. Preciso realizar este sonho. Ótimo post, parabéns!

    ResponderExcluir

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search