30 agosto 2019

Dicas de passeio na terra de Guimarães Rosa - o que fazer em Cordisburgo


Conheça agora os mais incríveis atrativos de Cordisburgo, a terra de Guimarães Rosa, em Minas Gerais!


Dicas de passeio na terra de Guimarães Rosa - o que fazer em Cordisburgo



Revisitamos, com nossa mascota, a cidade de Cordisburgo – terra natal de Guimarães Rosa. Um passeio que pode ser feito com ou sem crianças.
Cordisburgo é uma cidadezinha bem pacata, há 117,5 km de Belo Horizonte, e com população estimada de 8883 habitantes. Fundada em 1938, também faz parte do Circuito das Grutas na Rota de Peter Lund (cientista dinamarquês, considerado o pai da Paleontologia brasileira e que estudou as grutas mineiras), abrigando a maior delas, a Gruta de Maquiné.

Monumento Estadual Natural Peter Lund- Gruta do Maquiné - Dicas de passeio em Cordisburgo


Recomendamos, inclusive, iniciar o passeio pelo Monumento Estadual Natural Peter Lund –a Gruta do Maquiné.  Ele está situado à Rodovia Alberto Ramos (MG 231) KM 7 – Área Rural. Reserve parte da manhã para visitá-la, além do Museu e, se quiser, ainda almoçar por lá.



A gruta, que foi muito explorada em 1834 pelo naturalista dinamarquês Peter Lund em seus estudos, é um fantástico lugar composto de espeleolemas tais como estalactites, estalagmites, colunas, cortinas, represas de travertino, e merece ser visitado. São sete lindos amplos salões.
Todas as informações sobre a Gruta você pode encontrar em nosso post post. O Museu da Gruta também deve ser visitado. Ele funciona como um receptivo e apresenta a história da região por meios bem interativos, dinâmicos, com jogos, vídeo walls, vitrine com réplicas. No espaço tem ainda diversas lojinhas de souvenir, além de restaurantes e lanchonetes.




Finalizada a visita a esses espaços, caso não queiram almoçar por lá, sugerimos seguir para o centrinho da cidade e almoçar no Restaurante Sarapalha. Comida muito boa, tipicamente mineira. Servem Prato Feito, a La Carte e Buffet livre sem balança, valores a partir de R$12,00. Restaurante temático, respira Guimarães Rosa e seus contos.






Lugares para visitar no centrinho de Cordisburgo - Dicas de passeio em Cordisburgo





Museu Casa Guimarães Rosa - Dicas de passeio em Cordisburgo


Está situado na edificação onde nasceu em 1908 Guimarães Rosa e viveu até os 9 anos. Foi criado para ser centro de referência da vida e obra do escritor. A Casa abriga o acervo documental e alguns bens que pertenceram ao autor enquanto médico, diplomata, objetos pessoais, vestuário, utensílios domésticos, mobiliário e vestígios do universo rural descrito por Rosa, como objetos de montaria e relacionados à atividade pecuária. Destaca-se também o seu diploma da Academia Brasileira de Letras, máquinas de escrever, fotos, manuscritos, as gravatas-borboleta. Além disso, há espaços que abrigam exposições temporárias e sobre a Folia de Reis na cidade.




Outro ponto de destaque na edificação é o estabelecimento comercial outrora mantido pelo pai do escritor, que funcionava no cômodo da frente da residência da família, como era costumeiro nas pequenas cidades do interior. O Museu Casa de Guimarães Rosa funciona de terça a domingo, das 9h às 17h, à Avenida Padre João, 749. Não há cobrança de entrada, mas o visitante pode deixar uma contribuição.
Em paralelo às atividades desenvolvidas lá, há o Grupo de Contadores de Estórias Miguilim, formado por meninos e meninas com idades entre 9 e 18 anos e que atuam no Museu Casa Guimarães Rosa (MCGR) como guias nas visitas realizadas no espaço. Todas as visitas são finalizadas no pátio externo, com a atividade de interpretação performática de trechos de obras e textos pertencentes à vasta produção literária assinada pelo autor.
Anualmente, em junho ou julho, acontece o evento Semana Rosiana, quando, entre outras atividades, esses atores se apresentam, interpretando trechos das obras de Guimarães Rosa. É um evento imperdível, cheio e história, literatura e muita cultura. Temos o privilégio de fazer, todo ano, o Relatório de Registro desse patrimônio Imaterial da cidade. 



Estação Ferroviária de Cordisburgo - Dicas de passeio em Cordisburgo


Em frente ao Museu, tem-se a Estação Ferroviária de Cordisburgo. O Complexo arquitetônico Ferroviário de Cordisburgo foi inaugurado em 1904 e representa o período tecnológico industrial emergido na segunda metade do século XIX e limiar do século XX no Brasil. Nele foram construídas, à época, além da própria estrada de ferro, oito estruturas arquitetônicas.



















A Estação da antiga Estrada de Ferro Central do Brasil, atualmente patrimônio da Rede Ferroviária Federal, constitui, até o presente, um documento ímpar da história do município. Tornou-se um raro vestígio das estradas de ferro brasileiras, legado às gerações futuras, representativo da vida e da forma de organização social citadina, que influenciou o desenvolvimento urbano, comercial, econômico e populacional do local, a partir do limiar do século XX. O Conjunto Ferroviário Urbano foi tombado em nível municipal em 2010 e tivemos o privilégio de participar desse processo, realizando o dossiê de tombamento.



 Empório do Brasinha - Dicas de passeio em Cordisburgo


Bem pertinho da Estação está o tão famoso Empório do Brasinha - Aqui já é Sertão! É um estabelecimento comercial típico do interior, mas funciona como uma espécie de vendinha com antiquário e relicário, criado José Osvaldo Brasinha, um cordisburguense apaixonado pelo sertão e pelas obras de Guimarães Rosa. Brasinha conhece muito sobre a história da cidade e resguarda um acervo documenta e fotográfico particular sobre o desenvolvimento da cidade. Foi ele, inclusive, uma das nossas maiores fontes orais. Vale a pena uma visita ao Empório para conhecer e “bater uns papos” com Brasinha.


Portal Grande Sertão - Dicas de passeio em  Cordisburgo


Seguindo pela mesma rua, até o seu fim, encontramos o Portal Grande Sertão, inaugurado em 2010 na Praça Miguilim. Ele faz referência à Comitiva integrada por Guimarães Rosa mais outros sertanejos, que saiu pelo interior de Minas e resultou na publicação de Grande Sertão: Veredas, em 1956.





O Portal é composto por esculturas de bronze em forma de figuras humanas que representam os seis vaqueiros, vestidos à “moda sertaneja” e montados a cavalo. No conjunto há o próprio Guimarães Rosa de pé, cumprimentando os sertanejos, além da estátua do cachorro junto à comitiva, personagem presente nas obras do autor. A criação e execução da obra é do artista Leo Santana.


Capela do Patriarca São José - Dicas de passeio em Cordisburgo


Próximo a esse Pórtico está a Capela do Patriarca São José, situada à Rua São José (Praça Alcides Lins). A bela capelinha é dada, pelos moradores, como o marco inicial da povoação. Ela contém traços arquitetônicos e material construtivo próprios das edificações religiosas de pequeno porte levantadas no século XVIII e início do XIX. Vale a pena a visita e um registro fotográfico.



Igreja Matriz do Sagrado Coração de Jesus - Dicas de passeio em Cordisburgo


A Igreja Matriz do Sagrado Coração de Jesus também merece uma visitação. Ela está localizada à Rua Frei Estevam, em um ponto bem alto, de onde se avista parte da cidade. Lá do alto, ela ostenta toda a sua beleza arquitetônica religiosa. Seu edifício original foi edificado entre 1884 e 1894 pelo Padre João de Santo Antônio. Em meados do século XX foi construída em seu lugar uma edificação com traços da arquitetura eclética.






Zoológico de Pedras Peter Wilhelm Lund - Dicas de passeio em Cordisburgo


O Zoológico de Pedras Peter Wilhelm Lund é outro atrativo da cidade. É um zoológico bem famoso na região, por ser diferente, abrigar animais de “pedra”. São esculturas feitas de cimento que representam os animais do período Pleistoceno (entre 10.000 anos e 2.000.000 de anos atrás). As esculturas são de autoria de Stamar, conhecido como “Tazico”. Esse espaço presta uma homenagem ao cientista dinamarquês Peter Wilhelm Lund, considerado o pai da Paleontologia brasileira. Está situado à Praça Octacílio Negrão de Lima e é um espaço para toda a família. A garotada se diverte muito.


Casa do Elefante - Dicas de passeio em Cordisburgo


Na entrada da cidade, à Rua São José, está a Casa Elefante, outro ponto da cidade que vale uma foto. Foi construída pelo mesmo escultor do Zoológico de Pedras, seguindo os moldes indianos. Do alto da Casa do Elefante, na altura de 12 metros, é possível se ter uma ampla visão da cidade, e indicamos assistir de lá o pôr do sol. As crianças ficam curiosas para conhecer o interior da casa, bem como os próprios adultos. Para se entrar na casa é preciso pagar um ingresso, R$4,00 reais para adultos. Funciona diariamente de 08 às 17 horas.






Ecoturismo  - Dicas de passeio em Cordisburgo


A cidade tem ainda o Ecoturismo, com suas cachoeiras e bela natureza em meio ao cerrado. E você pode saber mais em nosso post Ecoturismo em Cordisburgo - Um Turismo de Experiência.


Onde se hospedar em  Cordisburgo 


Quanto à hospedagem, indicamos Arraial do Conto Hotel, Pousada das Flores, Hotel Bar Chico Rei. Fica aí a dica de boas opções para a sua estadia em Cordisburgo e você pode fazer a sua reserva no Booking.com.


Onde comer em Cordisburgo





O Restaurante Sarapalha, já mencionado anteriormente, é onde fazemos as nossas refeições durante as nossas expedições na cidade. Uma comidade mineira deliciosa, feita na hora no fogão à lenha, e depois você pode saborear os deliciosos doces.
E para quem parte da capital Belo Horizonte, sugerimos dar uma paradinha na Oca do Milho Pamonharia e Lanchonete (na BR-040, km 448, próximo às cidades de Caetanópolis e Paraopeba ) para saborear os deliciosos sucos de milho, pamonhas doces e salgadas e diversas outras delícias derivadas do milho.

OBS. Todos os valores mencionados correspondem a junho de 2019.

Quando fizer as suas expedições, não deixe de contratar um Seguro Viagem, que é muito importante. Além disso, caso você precise de um carro, alugue o seu através do Rentcars.
Ah! Chegará a Belo Horizonte de avião? Compre as suas passagens com a Passagens Promo.


E aí?! Gostou das dicas?! Deixa aí nos comentários uma mensagem pra gente!
Até a próxima Expedição em Família!


  1. roteiro completo, empolgante, e com aquela vontade começando a nascer e largar tudo e pôr a pé na estrada. como sempre, post com o toque que faz diferença e com uma mascota que rouba a cena toda. maravilha de post! o meu abraço nessa turma simpática.

    ResponderExcluir
  2. Ah que bom!!! Ficamos muito felizes em saber que o texto lhe fez bem e que foi útil. Torcemos que você possa logo fazer esses roteiros e voltar aqui pra contar pra gente!!!! Agradecemos muito seu retorno. Nos deixou profundamente felizes!

    ResponderExcluir
  3. Excelentes informações e dicas de passeio. Essa mascota está linda e parece que gostou bastante do passeio. Muito bom. Agradeço as dicas.

    ResponderExcluir
  4. Trabalho maravilhoso!

    ResponderExcluir
  5. AH!!!! que bom que gostou! Ficamos mito felizes em saber!!! Agradecemos o carinho!!!!

    ResponderExcluir
  6. AH!!!! que maravilha saber disso! Ficamos mito felizes!!! Agradecemos o carinho!!!!

    ResponderExcluir
  7. Fernanda Goldzveig2 de novembro de 2019 08:43

    Amei o grupo de contadores de estórias! E bom saber que além de toda história dessa “lenda” brasileira a terra ainda pode ser explorada no ecoturismo! Fiquei com vontade!!

    ResponderExcluir
  8. Lúcio Costa Júnior4 de novembro de 2019 03:36

    Impressionado com o tanto de atrativo nessa cidade. Ainda não tinha ouvido falar de um zoológico de pedra. Adorei a ideia. A natureza é exuberante. Anotadíssimas as dicas de passeios, em especial as cachoeiras e grutas. Lindas fotos e excelente conteúdo.

    ResponderExcluir
  9. Menina do céu, quanta riqueza em um post só! Uma cidadezinha que passa batido na rota de muitos viajantes e olha só a riqueza cultural e de entretenimento que nos oferece! Pena que o brasileiro valoriza a cidadezinha do lugar X da Europa e mal conhece o que temos aqui. Fiquei louca para conhecer o zoológico de pedra! daria um post e tanto no meu blog!!! Amei, parabéns pela matéria!!!

    ResponderExcluir
  10. Estou chocada com a gruta, meu deus que lugar lindo!!! As cachoeiras também!! Tantos lugares lindos pelo Brasil e nem conhecia! Amei o post, super completo, me deu vontade de conhecer o lugar!

    ResponderExcluir
  11. Que viagem interessante! Me pergunto o porque não fizemos ainda. Quanto lugar legal para conhecer! Adorei saber da Semana Rosiana e o bom é que é bem na época das férias! Parabéns pelo Blog!

    ResponderExcluir
  12. Oiii Fê. Obrigada pela visita. Vc vai gostar dessa cidade pacata com essas opções de lazer.

    ResponderExcluir
  13. Oi Lúcio..pois é! é uma cidade pouca conhecida e com atrativos bem relevantes de nossa história. Vale. Apena conhecer e se encantar. Obrigada pela visita.

    ResponderExcluir
  14. Oi Dani! Verdade, há tantos lugares lindos e especiais no Brasil, com tanta história e cultura muito desconhecida pelo próprio brasileiro. Uma pena. Que bom que gostou. Volte sempre.

    ResponderExcluir
  15. Verdade Dora, é um passeio e tanto, a gruta e o museu da gruta são encantadores. Certamente você vai gostar demais. Obrigada pela visita.

    ResponderExcluir
  16. Olá! Verdade, um encanto os Contadores, trabalho com eles todo ano, eles são bem maduros pela idade e ama a terra natal. A cidade tem belo atrativos. Obrigada pela visita. Volte sempre.

    ResponderExcluir
  17. Adorei esses passeios em Cordisburgo !!!

    ResponderExcluir
  18. Amei a dica, que delícia de passeio! Tanto pra literatura quanto para o ecoturismo. Não sabia dessa cidade mas já quero planejar de conhecer. Ótimo post. Obrigada!

    ResponderExcluir
  19. Que lugar bacana!!! Nunca tinha lido a respeito! Adorei! E a mascota eh uma gracinha! Parabéns!

    ResponderExcluir
  20. Gostei demais deste post, como Minas Gerais é um Estado rico! Não sabia que tinham tantas opções assim, fiquei impressionada! 🙂

    ResponderExcluir
  21. Adorei o nomezinho da cidade! =)
    Gosto muito do clima pacato desses lugares interioranos e me surpreendi com a quantidade de coisas a se fazer por lá!

    ResponderExcluir
  22. Vi um vídeo esses dias sobre a gruta do maquine. Não conhecia e fiquei APAIXONADA. Nem sabia que vinha essas coisas!

    ResponderExcluir
  23. Ainda não tinha ouvido falar dessa cidadezinha e olha que já morei em Minas. Terei mais um bom motivo p revisitar as terras mineiras! Adorei o post

    ResponderExcluir
  24. Que lugar interessante, nunca tinha escutado falar! Adorei conhecer mais um cantinho novo através do blog!

    ResponderExcluir

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search